17 de set de 2007

Esforçado? Sim, talvez, de vez em quando.

Bem, nem sei por onde começar.

Este fim-de-semana foi mais um “Kyusho week-end” e mais uma vez compareceu uma série de pessoal esforçado, dedicado e acima de tudo ávido por aprender/descobrir.

Quanto mais me envolvo neste projecto, mais vontade me dá de aprender para poder partilhar. Apesar de ser o LIDER deste grupo, sinto que cada vez que estou com eles aprendo mais.

Não me considero um super dotado. Esforçado? Sim, talvez, de vez em quando.

Acima de tudo, acredito que se poderá fazer um trabalho sério de Kyusho (pronto, já sei, quando se fala de Kyusho muita gente põe sérias dúvidas sobre a sua seriedade) a prova disso é a máxima da Kyusho International, “Se não ficar contente, devolvemos-lhe o dinheiro”.

O meu muito obrigado pela presença de todos nos encontros, muito obrigado àquele que me aturou depois do treino, e me deu mais uma explicação para o Shiko Dachi.

Fiquei muito inspirado com os dois Kempokas que apareceram, se lerem isto, peço imensas desculpas, mas vou ter de retirar umas ideias daquelas que me mostraram, para inclui-las no meu trabalho.

Por falar em acreditar:

Hoje andava pelos meus Blog`s preferidos (e inspiratórios) e num deles vem uma chamada de atenção à classificação dos Blog`s de Karate da Google.

Adivinhem em que lugar está aqui o amigo?

Ver resultado aqui ( Karate Blog ).

Pois é, 3º amigos, 3º, apesar de ter deixado de postar à já algum tempo naquele endereço, ele continua a ser uma referencia na Google, 3º (Sorry, é o maldito entusiasmo... ...3º...)

Apesar de acreditar que poderia fazer um trabalho sério (fora as vezes que falo mal de algumas pessoas/situações) nunca pensei que poderia ter o meu blog exposto desta maneira (pronto é mentira, eu sabia, não queria era dizer ao pessoal).

Sempre que alguém me diz:

Tenho lido o teu Blog, continua a escrever.
Ás vezes vejo o teu Blog, está “girinho”.
Esta semana ainda não postaste.

Isso dá-me animo, confiança e acima de tudo inspira-me para continuar com este trabalho e desenvolver os projectos que tenho em mente. Não necessito de protagonismo, sou apenas ambicioso nos projectos em que me envolvo e neste caso estou desejoso de deixar uma marca positiva nas artes marciais em Portugal.

Obrigado a todos.