26 de fev de 2008

Uma janela abre-se quando uma porta se fecha

Este fim-de-semana foi repartido parcialmente com Kempo/ Kyusho.

Mais uma vez, “Hanshi” Buchan do Canadá, director técnico da Kosho Ryu International, deslocou-se a Portugal para ministrar mais um estágio de excelente qualidade.

Um grande orador, com excelentes conhecimentos de artes marciais e bastante conhecedor do trabalho de Miyamoto Musashi (Gorin No Sho - um livro de cinco anéis).

Apresentou um trabalho muito interessante de deslocações e posicionamentos corporais, aliados a técnicas de Kyusho, leia-se pontos de pressão.

Como não gosto de falar de coisas boas, não vou falar do treino, pois foi bom de mais e se querem mais informações… Fossem lá treinar.

No intervalo deu para trocar umas impressões com a Sensei Mónica Couto, já tinha boas referências dela.~
Fiquei bastante contente com a pequena conversa que tivemos, afinal eu tinha razão, ela não faz Karate a sério, aquele da Federação, mas sabem uma coisa…

Acho que ela não está muito preocupada sobre isso.

Como diz um velho dinossauro:
Uma janela abre-se quando uma porta se fecha.

No domingo, realizou-se mais um encontro de Kyusho em Queluz.

O Sensei Álvaro foi o anfitrião (ausente) deste encontro. O meu muito obrigado pela confiança depositada …

Poucos mas bons, é apenas o que vos posso dizer…
Foram abordados os diversos níveis (1-6) do curriculum da Kyusho International.

Deu para rolar um bocado no chão com o pessoal, lição nº1, nunca subestimar o adversário, independentemente da dimensão.

Paulo, para a próxima não brinco contigo :p

PS:
Lamento dizer que já treinei Kyokushinkai e gostei.
Considero o Daido Juku um estilo de Karate. Sorry … :)